Privatização do Rio Madeira

O projeto do Ministério do Planejamento (Mapa), que objetiva privatizar a exploração de hidrovias amazonenses.
O debate sobre a iniciativa foi denunciado, ontem, pelo deputado Dermilson Chagas, na Assembleia Legislativa do Estadual (Aleam), que segundo está é discutido em nível nacional, sem que a presença do Estado.
Conforme o parlamentar, o projeto piloto Mapa abriria concessão a entidades privadas dos rios navegáveis na Amazônia, que iniciaria pelo Rio Madeira e se estenda aos rios Tocantins e Tapajós.
rio madeira 1
O presidente da Associação Comercial do Amazonas (ACA), Ismael Bicharra, não vê coerência na proposta de privatização de rios como o Madeira, que liga o Amazonas a Rondônia.
No entanto, se objetivar soluções para melhor navegação será bem vinda. Entre as melhorias, ele apontou a necessidade de balizamento do Madeira, com a finalidade de torná-lo melhor navegável.
Se a privatização se confirmar  quem sofrerá mais serão os ribeirinhos, moradores nativos que dependem do rio para a sobrevivência, por mais que o governo diga que não afetará os barcos regionais, mas sabemos que em curto prazo sofrerão as consequências dessa privatização. Quem ganha com essa privatização é a empresa ou os famosos  consórcios que existem no Brasil. Se isso acontecer será mais uma injustiça para com a população ribeirinha.
 
 
Com informações do jornal de Humaitá/ assessoria
 
 
 
 
 

Mostrar Mais
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.