veja vídeos: Forte explosão em condomínio deixa feridos no Lago Azul em Manaus

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas informou que as equipes estão atuando no local

Manaus – Uma forte explosão causada por um vazamento de gás deixou duas pessoas feridas no início da noite desta quarta-feira (24), no Condomínio Residencial Verona Premium, localizado no bairro Lago Azul, zona norte de Manaus. Uma das vítimas foi conduzida ao Hospital e Pronto-socorro 28 de Agosto, com 50% do corpo queimado.

“A moça, de aproximadamente 24 anos, estava com queimaduras leves, apenas superficiais, o senhor que estava no apartamento de baixo ele teve em torno de 50% do corpo comprometido com queimaduras, ele está um pouco mais grave, mas estava estável, totalmente consciente”, explicou o sargento Jhon Noronha, do Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBAM).

Moradores relataram que ouviram o forte barulho da explosão e sentiram o prédio tremer. “O tremor foi tão forte que abriu a porta da minha casa, ela não está mais fechando direito”, contou uma moradora.

Outro morador do local, Edilson Pantoja, relatou que estava chegando em casa, quando ouviu a explosão. Segundo ele, não é a primeira vez que acontece o vazamento de gás no local.

“Essa foi a segunda explosão, já aconteceu na mesma carreira (dos apartamentos), o gás estava vazando e no momento que ela ascendeu a luz, explodiu, ela chegou a ir a óbito”, contou ele.

De acordo com advogado do residencial, Paulo Oliveira, um bloco com oito apartamentos foi danificado. “Por enquanto nós teremos uma reunião com os moradores, pra fazer o levantamento de quem teve prejuízo. A empresa de gás foi chamada, mas não chegou a tempo de solucionar”, explicou o advogado.

A Defesa Civil esteve no local atuando na avaliação das casas atingidas. As famílias devem ser cadastradas para receber um aluguel social.

“A gente percebe que cada bloco tem oito apartamentos, e no apartamento que houve a explosão, a gente condenou, eles não serão utilizados. Estamos fazendo uma análise, na questão estrutural, em função dos riscos para que depois a gente faça o cadastro”, explicou o diretor de operações da Defesa Civil, major Robson Falcão.

Fonte: D24am

Mostrar Mais
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *