TVBarrancas: Moradores sofrem com falta de iluminação pública

Por Mana Reichmann

Humaitá-AM. Apesar do cidadão pagar uma “taxa” pela iluminação pública, mesmo assim, tem muitas ruas sem, por vários motivos, um deles é que as lapadas queimam, alguns lugares simplesmente não têm iluminação pública e, ainda tem,  os marginais que quebram para terem mais oportunidade de marginalizar as pessoas que passam pelo local à noite ou simplesmente para se esconderem.

Mas, não importa o motivo é obrigação da prefeitura de restabelecer a iluminação pública, sabemos que faz  dois meses que o novo gestor está a frente do município e seus secretários, esses  são trabalhos  contínuos.

Estivemos na rua dos professores e na rua Rio Madeira, no Bairro São Pedro, ambas no trecho que as, liga, tem postes sem iluminação, deixando somente a luz das casas, mesmo assim, fica escuro, causando sérios problemas para os moradores, sendo inclusive roubados por não ter iluminação pública, que facilita bastante a ação dos meliantes.

Quando estávamos fazendo ao vivo, os nossos amigos,  comentaram sobre outros bairros e ruas que passam pelo mesmo sofrimento, como  os bairros da  Mangabeira, São domingo Sávio entre outros.

É um serviço pago todos os meses pelos moradores que vem com a conta de luz.

Prefeitura arrecada com  a cobrança da “taxa” (Em  Humaitá a Câmara dos Vereadores  aprovou nas legislaturas anteriores,  a “taxa” seja cobrada conforme o consumo da pessoa, se você consome mais energia, você pagará mais pela iluminação pública)  de iluminação pública cerca de R$ 200.000,00 mensal por ano dá uma média de R$2.400,000,00, lembrando que não são números exatos, e sim, uma média, pode ser mais ou menos.

Pedimos que a prefeitura olhe para este problema dos moradores, sabendo ser um serviço constante e aonde os meliantes quebram as lampadas, coloque alguma proteção para não deixar, serem quebradas com tanta facilidade.

Quem é responsável pela iluminação pública:

A iluminação do espaço público no período noturno por postes de luz, fundamental para a qualidade de vida na cidade, é resultado de uma importante coordenação dos governos municipais e distribuidoras de energia elétrica. A responsabilidade pela iluminação pública é da prefeitura, sendo incluindo entre os prestação do serviço público de interesse local e de caráter essencial conforme o inciso V do Artigo 30 da Constituição. A Resolução Normativa 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em seu artigo 218, estabeleceu as condições vigentes de fornecimento de eletricidade para iluminação, inclusive em rodovias.

 

Mostrar Mais
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *