Disputa eleitoral da UFAM segue acirrada

Com três chapas concorrendo e com cerca de 30 mil acadêmicos, distribuídos em seis campi – Manaus, Itacoatiara, Coari, Parintins, Humaitá e Benjamim Constant – e ainda cerca de 1.600 professores, a Universidade Federal do Amazonas (UFAM) vive momento de intensa disputa eleitoral.

Nos próximos dias 10 e 11 de março, três chapas irão às urnas para concorrer ao direito de administrar o orçamento em torno de R$ 420 milhões até o ano de 2025.

Os concorrentes são o atual reitor, Sylvio Puga, que tenta a reeleição tendo como vice a professora Tereza Fraxe na “Chapa 33”. As professoras doutoras Andrea Waichman e Margarida Carmo também concorrem com a Chapa 55 “Inov@UFAM” e os professores Marco Antônio e Raimundo Passos, que encabeçam a “Chapa 21”.

Pela primeira vez a eleição acontecerá de forma on-line, com links que serão disponibilizados pela Comissão Eleitoral. A Universidade Federal oferta hoje 112 cursos de graduação, distribuídos entre as áreas de Ciências Agrárias, Ciências Biológicas, Ciências Exatas e Ciências Humanas, com cursos ministrados nos campi da capital e do interior.

Mostrar Mais
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *