Cesta básica no interior do AM aumentou 346,67%

Os preços mais elevados do estado foram encontrados na região do Alto Rio Negro

Manaus – A Associação Amazonense de Municípios (AAM) fez uma análise do comportamento de preços nos municípios, diante da crise pandêmica agravada pelo atual cenário das cheias. O estudo teve o objetivo de investigar os preços cobrados por alguns itens considerados básicos (gasolina, diesel, gás de cozinha, cesta básica e cimento) de acordo com as médias nacionais e informações coletadas de uma amostra de 25 municípios do Amazonas, selecionados conforme a Região do Rio Amazonas no mês de março de 2021.

Partindo para a análise das médias de preços, comparando os dados nacionais com as médias da capital do Amazonas, os primeiros resultados mostraram que em Manaus apenas o preço da cesta básica e da gasolina foram inferiores que no restante do país. Por outro lado, comparando os preços médios dos municípios do interior do estado com os preços nacionais, verificou-se que todos os preços dos itens pesquisados foram maiores no interior do estado, especialmente no caso do cimento e da cesta básica, que foram 77,7% e 157,55%, respectivamente, maiores que as médias nacionais.

Segundo o estudo, o preço médio da cesta básica nos municípios de São Gabriel da Cachoeira e Barcelos, no Alto Rio Negro chega a ser 346,67% maior que a média nacional, revelando o alto custo de vida das famílias que vivem naquela região.

A análise municipal evidenciou que os preços mais elevados do estado foram encontrados na região do Alto Rio Negro.

Para o presidente da Associação Amazonense de Municípios e prefeito de Manaquiri, Jair Souto, o estudo foi essencial para que a sociedade entenda o desafio das gestões municipais.“ Esses resultados indicam o desafio de se gerir recursos no Amazonas, especialmente no interior do estado, quando se busca oferecer o máximo possível de serviços públicos em benefício da população”, desabafou Jair Souto.

Estudo Técnico 1 23.03.2021

 

 

 

 

 

fonte: d24am

 

Mostrar Mais
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *